“Lift” e eu

Lembro-me perfeitamente da minha reação quando ouvi “Lift” pela primeira vez. No auge da minha doença com os Radiohead, em 2004, atirei pelo defunto MSN Messenger um “Mas porque é que só agora é que me mostraste isto!?” — ou algo do género. Foi amor à primeira vista.

Continuar a ler ““Lift” e eu”