Skip to content

Mês: Novembro 2013

5 artistas sem hype que deviam ouvir agora

vinyl

Este artigo foi publicado originalmente no Strobe.

Há uns dias falava com um colega de trabalho sobre música, cinema e videojogos. Discutíamos sobre como algumas pessoas fazem da contracorrente um modo de vida quando, a determinada altura, ele me disse que eu era uma dessas pessoas. Ele dava a entender que, quando uma coisa fica conhecida, eu deixo logo de gostar. Indignei-me, como é óbvio.

Em estágio para The National

Há por aí muita gente com medo – não sei se é por causa do concerto ser na Meo Arena ex-Pavilhão Atlântico ou pelo último álbum não ser tão espetacular como os anteriores – mas eu cá já estou em estágio para o concerto dos The National esta noite.

Local Natives em Lisboa: melhor era difícil

Local Natives ao vivo

Assim que o concerto dos Local Natives na sala TMN ao Vivo foi anunciado, decidi que iria vê-los. Hummingbird é um dos meus álbuns favoritos do ano e o concerto que eles deram no Optimus Primavera Sound em maio tinha sido excelente, portanto era apenas lógico que os visse desta vez em nome próprio, numa sala e em Lisboa. Então lá fui eu.

Não se ama alguém que não ouve a mesma canção: 5 motivos musicais para fugir de uma relação

5-motivos-musicais

Este artigo foi publicado originalmente no Strobe.

Não é todos os dias que nos podemos dar ao luxo de citar uma canção de Rui Veloso. Sobretudo tendo em conta que não estou roendo uma laranja na falésia mas sim a escrever isto aqui, no lugar de… não consigo. Estou em casa, pronto.

Mas acho que a citação se justifica. O Carlos Tê tinha alguma razão quando escreveu aquilo para o Rui Veloso cantar, ainda que me pareça um tanto ou quanto fundamentalista pôr as coisas de forma tão taxativa. Por mais espetaculares que sejam, há pessoas de que simplesmente não podemos gostar porque, sejamos sinceros, ouvem música de merda.