12 canções deprimentes que tornam tudo melhor

12-canções-deprimentes-que-tornam-tudo-melhor

Segundo consta, só ouço música deprimente. Toda a gente me diz o mesmo. Não sei porquê. Talvez seja porque canções deprimentes, com uma cadência mais lenta, permitem absorver melhor os pormenores (e eu, como qualquer melómano, adoro pormenores). Também pode ser porque a arte brilha de forma diferente quando tem um contexto mais negro. É um lugar-comum mas, cá para mim, é-o com propriedade.

Continuar a ler “12 canções deprimentes que tornam tudo melhor”

Kevin Drew mostra “Good sex” e anuncia novo álbum Darlings

Kevin Drew

É oficial: Kevin Drew está de volta. O ocupadíssimo 2013 resvalou para 2014 mas agora é mesmo a valer. O segundo álbum a solo do vocalista dos Broken Social Scene tem lançamento marcado para 18 de março e chama-se Darlings. A primeira canção já aí anda, tem o sugestivo título de “Good Sex” e é muito, muito gira.

Continuar a ler “Kevin Drew mostra “Good sex” e anuncia novo álbum Darlings”

Beats Music: é mesmo preciso mais um serviço de streaming?

O que é que Dr. Dre, Trent Reznor e Jimmy Iovine, da Interscope, andam a fazer juntos? Pelos vistos, um serviço de streaming de música chamado Beats Music. Com lançamento agendado para 21 de janeiro, o mais recente concorrente do Spotify e do YouTube estará para já – e como seria de esperar – disponível apenas nos Estados Unidos.

O que trará o Beats Music de novo a este mercado em que tantos parecem ter algo a dizer?

Continuar a ler “Beats Music: é mesmo preciso mais um serviço de streaming?”

2014: o ano das grandes decisões para o streaming

2014 promete ser um ano decisivo para os principais serviços de streaming, como o Spotify e o Rdio, e mesmo para as variantes mais radiofónicas como o Pandora e o iTunes Radio. Como sabem, mesmo com a dose de défice de atenção que trazem ao consumo de música, sou fã deste tipo de serviços. E a julgar pelo crescimento que o streaming de música tem tido nos últimos anos, não sou o único.

Mas o que torna então 2014 diferente dos anos anteriores? Porque é que este há de ser um ano decisivo?

Continuar a ler “2014: o ano das grandes decisões para o streaming”