Apple Music: subscrever ou não?

Apple Music

Apple Music foi lançado a 30 de junho em 100 países e, como seria de esperar, Portugal não ficou de fora. A surpresa? O preço do serviço é o mesmo que o do Spotify Premium: €6,99 por mês. No mínimo, demonstra que a Apple fez algum trabalho de casa e teve em conta especificidades de alguns mercados (o Apple Music e o Spotify custam menos três euros em Portugal que no resto da Europa). Mas é preciso não esquecer que não tem uma modalidade gratuita como o Spotify, o que pode fazer toda a diferença para utilizadores que ainda não estejam a bordo do streaming.

Continuar a ler “Apple Music: subscrever ou não?”

Carta de amor ao melhor álbum dos Broken Social Scene

Todas as grandes bandas têm problemas. E quanto mais pessoas tiverem, mais problemas há. Só assim se justifica o hiato prolongado e intencional dos Broken Social Scene, uma das melhores bandas que o Canadá nos deu. E é no Canadá que continuam a interromper o hiato para dar concertos ocasionais: desta vez vão tocar a 18 de julho no Pemberton Music Festival. Continuam, portanto, a dar-nos esperança.

Continuar a ler “Carta de amor ao melhor álbum dos Broken Social Scene”