Skip to content

Prince, o rei do copyright

Prince

Prince é a contradição em pessoa. Tão depressa utiliza métodos inovadores de distribuição de música como a seguir ameaça processar o YouTube e o eBay, como fez há uns tempos, por violação de copyright. É nesse sentido que tem pedido ao YouTube para bloquear todos os vídeos de actuações suas e afins. Mas o que ele muito provavelmente não pode fazer é exigir o bloqueio de vídeos de músicas relativamente às quais não goza de quaisquer direitos legais. E isso impede-o? Ora essa, claro que não.

Billboard noticia que Prince exigiu que fossem retirados os vídeos da sua interpretação de “Creep”, dos Radiohead, em Coachella. O pedido foi aceite mas a questão impõe-se: porquê?

A música não é dele e, que se saiba, nenhum dos vídeos foi realizado por ele. Não faz sentido nenhum. Para ajudar à festa, o vocalista dos Radiohead, Thom Yorke, que já não pode com “Creep” nem por nada, pediu que desbloqueassem os vídeos de “Creep” porque a canção, para todos os efeitos, é dos Radiohead. Ed O’Brien, um dos guitarristas, queria vê-la no YouTube e não pôde. A ironia.

O YouTube e Prince ainda não comentaram esta situação mas isto está a ficar um pouco ridículo. Entre Lalas, copyright à escolha do freguês e missões metálicas, já nem sei o que é pior.