Visita ao Museu Britpop – 10 canções para recordar

Este é o sétimo (e último) de uma série de posts sobre a História da Britpop.

Eis que, passados mais de quatro meses, termina a longa visita ao Museu Britpop. E termina como? Com música, claro está.

Não são as 10 melhores canções da Britpop (bem, algumas delas estão bem lá em cima mas não era esse o objetivo) mas representam bem a força e qualidade deste movimento nas suas diferentes fases.

Continuar a ler “Visita ao Museu Britpop – 10 canções para recordar”

Visita ao Museu Britpop – declínio e morte

Este é o quinto de uma série de posts sobre a História da Britpop.

Ouvir a Britpop dos últimos anos da década de 90 é, a vários níveis, como ver um episódio de Ghost Whisperer (ou Em Contacto, para as pessoas que só sabem os nomes portugueses das coisas): primeiro, porque a série não é especialmente boa; depois, porque os mortos demoram sempre imenso tempo (normalmente, por volta de um episódio inteiro) a dirigir-se para a luz, mantendo-se por cá a chatear as pessoas vivas.

Continuar a ler “Visita ao Museu Britpop – declínio e morte”

Visita ao Museu Britpop – as origens

Este é o segundo de uma série de posts sobre a História da Britpop.

A Britpop nasce do vazio. Um vazio musical de bandas britânicas que viviam, no início da década de 1990, ainda na sombra da efémera (e já na altura moribunda) Madchester dos Stone Roses. Mas também um vazio de identidade provocado por esse eucalipto chamado grunge, que puxava todas as atenções para o outro lado do Oceano Atlântico, para bandas como os Nirvana e os Pearl Jam.

Continuar a ler “Visita ao Museu Britpop – as origens”