Skip to content

Mistaken For Strangers: uma ode aos falhados

Não sei bem se lhe posso chamar documentário mas Mistaken For Strangers, o filme de Tom Berninger sobre os The National, a banda que tem como vocalista Matt Berninger, o seu irmão, é para lá de estupendo.

À saída do Cinema São Jorge, ontem à noite, falávamos sobre se o facto de sermos fãs dos The National afetava as nossas opiniões acerca do filme. Vamos assumir que sim, por precaução. Mas, se afeta, é muito pouco.

O documentário, encenado quanto baste aqui e ali, não é realmente sobre a banda mas sobre a relação dos irmãos Tom e Matt, falhado e estrela rock, respetivamente. Cheio de um humor desconfortável que faz lembrar Zach Galifianakis em Between Two Ferns, Mistaken For Strangers começa por falar da experiência de Tom Berninger enquanto roadie dos The National mas acaba por ser um filme sobre o processo de fazer este filme.

E é um belo filme. A relação desigual entre dois irmãos que seguiram caminhos bastante diferentes assume-se como tema principal de Mistaken For Strangers. Os restantes membros da banda estão lá para dar contexto, claramente. Talvez não soubessem disso ao início mas é óbvio a determinada altura que o realizador não quer realmente saber qual dos irmãos Dessner consegue tocar guitarra mais rápido.

Assistir ao desenrolar da narrativa é um processo profundamente divertido, um tanto ou quanto desconfortável e até relativamente emocional. Isto é um feel good movie disfarçado de documentário. Uma ode aos falhados, aos preguiçosos, aos que não sabem o que fazer da vida.

Se conseguirem apanhá-lo no Doclisboa durante o fim de semana, aproveitem. Se não, esperem mais uns tempos. O DVD vai valer certamente a pena.