É o que é: 6 canções sobre resignação

Enquanto fã de música deprimente, não há sentimento no mundo que goste mais de ver retratado numa canção do que a resignação.

Há algo de encantador na maneira como se manifesta, às vezes absolutamente transparente, outras quase disfarçada de otimismo. E é intrigante ver quem quer que seja a mostrar-se resignado porque a resignação é uma forma de adaptação ao contexto muito difícil de explicar. O que é que leva alguém a anular-se ao ponto em que não há outro caminho que não o da resignação?

Continuar a ler “É o que é: 6 canções sobre resignação”

Pela boca morre o peixe

Ainda há pouco menos de quatro anos comparava a possibilidade de os Blur se juntarem à de os Pink Floyd darem um concerto a que eu pudesse assistir. Pois que, se tudo correr bem, nos próximos dias comprarei bilhete para o Primavera Sound 2013 que vai ter lugar no Parque da Cidade, no Porto… e terei de me calar.

Ora aqui está uma coisa que, até há pouco tempo, não me imaginava a dizer: os Blur vêm a Portugal. Ainda por cima ao Primavera! Obrigado. Obrigado. Obrigado.

Blur

Os Blur estiveram em Glastonbury e parece que foi um concerto do caraças. Tudo em grande velocidade. Tudo com singalong – ou, pelo menos, screamalong… como no caso de “Song 2″.

Ainda não tive oportunidade de ver o concerto… mas estou muito curioso.

Aos Blur, bem-vindos de volta.

 

Operação Londres: os Blur

É relativamente oficial: vou a Londres em Abril. É uma cidade que quero visitar há muito tempo e a oportunidade surgiu agora, pelo que não há grande volta a dar. Entre outras coisas, conseguir assistir a um concerto daqueles difíceis de apanhar em Portugal era simpático… mas até agora só deu para ver que Bat For Lashes estará por Londres durante um fim-de-semana em que planeio ir à Escócia. Se souberem de outras oportunidades, agradeço que me digam qualquer coisa!

Entretanto, pareceu-me fazer sentido prestar a devida reverência à cidade por aqui. E aqui ouve-se música, certo?

A escolha natural: Blur… porque quando penso na Londres musical, são eles o meu top of mind. “The Universal” porque sim.

Parece que agora é mesmo a valer

Os Blur vão juntar-se pelo menos por uma noite. Os quatro Blur, não os três de Think Tank. Graham Coxon tem estado a ensaiar com a sua banda de sempre para um concerto que vai decorrer a 3 de Julho no Hyde Park, em Londres.

Andava eu a dizer que era impossível mas, pelos vistos, não. O Damon Albarn deve andar mais calmo, depois de ter andado a espalhar o seu talento por uma série de projectos diferentes. A ver se eles não se chateiam antes do Verão…

Ajude este homem

Esta notícia publicada ontem no Pitchfork é divertidíssima.

Gostava de ver os Blur juntos outra vez mas se é para pedir coisas impossíveis acho que prefiro pedir para ver um concerto dos Pink Floyd, definitivamente.