Numa nota mais pessoal – à descoberta de Elliott Smith

Todos os anos é a mesma coisa. Há sempre alguma novidade antiga, alguma revelação, alguma epifania que me faz questionar os meus métodos de pesquisa de música. Em vez de resoluções para o novo ano, tenho resoluções de anos antigos. Este ano, pela ocasião do 10º aniversário da sua prematura morte, Elliott Smith entrou definitivamente na minha vida.

Descobrir música por acaso

No que a descobrir música diz respeito, tenho algumas técnicas mais ou menos bem definidas. Entre as várias ferramentas de descoberta que o Spotify disponibiliza, os artistas recomendados do Last.fm, as notícias e críticas dos principais sites de música e as recomendações feitas por amigos, acho que tenho uma rede bastante bem montada. Aliás, parece-me […]