Numa nota mais pessoal – à descoberta de Elliott Smith

Todos os anos é a mesma coisa. Há sempre alguma novidade antiga, alguma revelação, alguma epifania que me faz questionar os meus métodos de pesquisa de música. Em vez de resoluções para o novo ano, tenho resoluções de anos antigos. Este ano, pela ocasião do 10º aniversário da sua prematura morte, Elliott Smith entrou definitivamente na minha vida.

5 artistas sem hype que deviam ouvir agora

Este artigo foi publicado originalmente no Strobe. Há uns dias falava com um colega de trabalho sobre música, cinema e videojogos. Discutíamos sobre como algumas pessoas fazem da contracorrente um modo de vida quando, a determinada altura, ele me disse que eu era uma dessas pessoas. Ele dava a entender que, quando uma coisa fica conhecida, […]

Não se ama alguém que não ouve a mesma canção: 5 motivos musicais para fugir de uma relação

Este artigo foi publicado originalmente no Strobe. Não é todos os dias que nos podemos dar ao luxo de citar uma canção de Rui Veloso. Sobretudo tendo em conta que não estou roendo uma laranja na falésia mas sim a escrever isto aqui, no lugar de… não consigo. Estou em casa, pronto. Mas acho que a […]